DEPOIS DO NOSSO AMOR


Prometi amar-te eternamente, sim!
Eu desejava que fosse mesmo assim.
Reduziste-me a nada. Acreditei
que tu ainda mudarias. Me enganei.
Contudo, de loucura não irei morrer
a despeito do quanto sei vir a sofrer.

Tudo farei para queimar esta paixão
que subsiste, ainda, no meu coração.
Hoje estou diferente. Nem sei quem sou.
Só reconheço o mal que em mim ficou,
paralisado os meus sonhos de criança.
Perdi em ti, toda a minha confiança.

Silencia o que possas querer dizer-me.
Não irias, seguramente, convencer-me.


Data da criação deste conteúdo:
1056-11-24