A GUERRA NUNCA DEVERIA SER A OPÇÃO


Quando um governo opta pela Guerra para fazer valer o que defende, deixa de ser um governo para ser uma maldição. Quem assume tal opção não merece respeito, pois ocasiona que sejam ceifadas vidas, sobretudo de crianças, que nada fazem para se tornarem vítimas directas de conflitos de interesses.

Paralelamente, vivemos num mundo em que a amoralidade está a tornar-se incontornável e a Justiça, em variadíssimos julgamentos, revela-se demasiadamente tolerante. Jovens que praticam actos condenáveis, deverão responder por eles e serem condenados adequadamente, até para que sirvam de exemplo a outros jovens que, eventualmente, passarão a controlar melhor as suas reacções e/ou os seus comportamentos, quantas vezes extremamente violentos.



Data da criação deste conteúdo:
2022-02-17